É VIVENDO QUE SE APRENDE


16 de fevereiro de 2010

Acabou, já era.

O amor acabou. O coração despedaçou de vez.
E nem adianta chorar que agora não tem mais concerto.
Mas chorar alivia a dor do peito.
Eu tentei, dessa vez eu me esforçei.
Mas essa... essa não era a vez do nosso amor.
Consciência tranquila, coração liquidado.
Arrependida? Não. Dei uma chance para o amor... ele que não aproveitou!

14 comentários:

  1. Oi Giih

    O que posso dizer a vc é que aprendi que
    "PARA TODO FINAL, HÁ UM RECOMEÇO".
    O que faz a vida ser tão preciosa é que não
    sabemos o que espera por nós amanhã.
    Escrever, botar para fora o que nos machuca,
    nos ajuda a sentir bem melhor.

    Um grande abraço e passe sempre que sentir vontade lá no meu Viver!

    Thaís.

    ResponderExcluir
  2. Vai passar... dê tempo ao tempo.

    Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  3. PÁRA



    Sobre o silêncio do olhar

    Leves traços de cristal

    Aí como te quis tocar

    E sentir que èras real!



    Sobre a cortina do vento

    Doce ternura, quem me dera

    Abarcar-te naquele momento

    Mas parecias de cera!



    Quis-te, como quero a vida

    Amar-te, por instantes

    Deixar minh’alma perdida

    Por esse olhar de diamantes!

    Beija-Flor

    ResponderExcluir
  4. Olá! Não tomarei muito de seu tempo. Encontrei-o ao adentrar a lista de seguidores do “Palavras de Osho” (blog com o qual tenho me identificado). E visto o ecletismo dos seguidores deste blog, decidi divulgar o meu atual trabalho, que se trata de meu primeiro microconto “O Aparelho Digestório”. Caso se interesse e me visite, será um imenso prazer retornar a esta casa com mais tempo, atenção e calma.

    Forte abraço de Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com de blog em blog
    divulgando e dando o recado!

    ResponderExcluir
  5. Será que acabou mesmo!? Por vezes, pensamos que acabou e tanto que ainda ficou...
    Quando sentimos que tudo fizemos, que lutamos até mais não poder, que demos todas as chances e só levamos "bofetada", mau agradecimento, dói demais e, perguntamos porque continuamos!?...
    É..., se acabou temos que nos libertar e seguir em frente e ser feliz, se alguém não o quis ser que faça o seu caminho sozinho.

    Bjo de Luz

    ResponderExcluir
  6. nunca pense que acabou, tudo pode melhorar quando voce menos esperar.

    ResponderExcluir
  7. Esse titulo me lembra coisas passadas!
    Bonito poema ;)

    visite tbn: http://u.nu/5my96

    ResponderExcluir
  8. Arrependida? Não. Dei uma chance para o amor... ele que não aproveitou!

    A-MEI isso!

    Td é questao de oportunidade, e aproveita-la bem vai de quem ta no jogo..

    Se o amor bobeou dançou...
    Certinho!

    amei teu canto!

    Beijos

    Seguindo-te!

    ResponderExcluir
  9. to cansado de dar chanceao amor... só me ferro cm essa merda

    Lindo texto!

    ResponderExcluir
  10. O que posso te dizer é que o fim não tem fim, todo fim é um novo recomeço!!!

    Beijo

    adorei seu blog.

    ResponderExcluir
  11. Todo mundo merece uma segunda chance, até o amor ;)

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. O amor magoa e como alguem jaá disse amor só de mãe!

    ResponderExcluir